Skip links

Após 20 meses e dedicação extrema, IMS encerrará atividades no Alojamento Provisório de Ceilândia

O Instituto Mãos Solidárias (IMS) encerrará no próximo dia 5 de novembro os trabalhos do Alojamento Provisório de Ceilândia, que funciona no Estádio Maria de Lourdes Abadia, o Abadião, montado para abrigar a população em situação de rua durante o período da pandemia da Covid-19.

De acordo com o fundador do IMS, Wanderly de Souza, o encerramento deste ciclo é fruto de um longo período de trabalho em equipe. “Essa iniciativa, que exigiu muito trabalho e dedicação dos nossos voluntários, deixa essa instituição orgulhosa e com a sensação de cumprir mais uma importante etapa rumo ao seu papel institucional na sociedade”, destaca.

A iniciativa é do Governo do Distrito Federal (GDF), mas foi administrada com muita determinação, dedicação e amor ao próximo pelo IMS. O projeto surgiu para tentar evitar a disseminação do novo coronavírus e funciona como uma espécie de casa para os abrigados, onde eles tem cama, armário, banheiro, lugar para tomar banho, lavar a roupa e fazer as refeições diárias. Além disso, tem também espaços de lazer e oficinas de capacitação profissional.

Wanderly também reforça que o Instituto Mãos Solidárias trabalhou muito para fazer com que os abrigados do Alojamento do Abadião se sentissem em casa e que o suporte é fundamental para ter uma nova chance de aprender uma nova profissão. “Arrumar emprego formal, hoje em dia, não é nada fácil, mas a gente sempre apoia pessoas interessadas em mudar de vida. Por isso é que promovemos eventos sobre formação profissional, visando a busca pela reinserção social dos nossos assistidos”, diz.

Leave a comment